segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Paralisação dos Professores - Dia 24 de Setembro de 2010

A negligência do Governo de Minas Gerais em relação aos professores foi motivo para mais uma paralisação no dia 24 se setembro de 2010 na Praça da Assembléia em Belo Horizonte. Há 10 dias das eleições, os profissionais responsáveis pela educação das crianças de Minas voltam às ruas para reivindicar os 12 anos de falta de incentivos, más condições de trabalho, plano de carreira inconsistente, excesso de atividades extra-classe e a não implantação da Lei do Piso.

O governo mineiro ainda tenta conter as adesões à greve ameaçando desligar alguns educadores de seus cargos, mas sem muito sucesso, pois as mobilizações continuam fortes como podemos ver no vídeo abaixo. As reivindicações por melhores condições e valorização dos educadores vão continuar enquanto houver má gestão pública!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Tá chegando a hora! Então, veja o próprio candidato falar.

A hora está chegando. Em pouco menos de 10 dias todos os mineiros irão às urnas, e temos que decidir o futuro do Estado por 4 anos.

Já foi dito, argumentado, apresentado fatos, números e inúmeras razões para a verdade: Hélio Costa e Patrus Ananias são as melhores opções para Governador e Vice-Governador.

Dito quase tudo, o melhor a fazer é ver o próprio candidato falar. Então, o Blog Minas Mais apresenta os vídeos do debate ganho por Hélio Costa ontem, na REDE TV. Veja o candidato falando sobre os diversos assuntos, e comprove tudo que você lê aqui no Minas Mais:

O que é preciso fazer para as estradas de Minas matem menos?




Hélio falando sobre o Anel Rodoviário, a BR-381 e o Viaduto das Almas




 Os gastos exagerados com publicidade do atual Governo




 Hélio: Prioridade para a área da saúde




Situação dos professores estaduais

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A greve voltou??

O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) está convocando para essa sexta e sábado uma paralisação dos professores de rede estadual. De acordo com o site da entidade, a mobilização é uma forma de protesto contra algumas distorções nas carreiras que ocasionaram prejuízo a milhares de servidores no reposicionamento por tempo de serviço, contra a não contratação de professores de filosofia, sociologia e ensino religioso, e contra a não contagem do tempo de serviço de efetivados e designados para o concurso público.

A educação de um estado começa pela valorização de seus professores que atuam na rede pública. Infelizmente, o investimento nos serviços públicos só será uma realidade com a eleição de Hélio e Patrus.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Hélio no Debate

Vejam o que disse Hélio, ontem à noite, no debate entre os candidatos a Governador promovido pela Rede Record de TV.
E não perca o DUELO NA WEB, na Quinta-Feira, às 19h.

O Café em Minas





Os investimentos exagerados em publicidade da atual gestão



Administração de recursos 

sábado, 18 de setembro de 2010

As mentiras em João Monlevade

O jornalista Guilherme Assis, de João Monlevade, demonstrou em seu blog um exemplo de como a campanha de Anastasia tem disseminado mentiras pelo interior de Minas Gerais.

Um panfleto anuncia, entre várias informações inverídicas, que o Governo Estadual realizou calçamento no bairro Cidade e pavimentou a BR-381, entre João Monlevade e Bela Vista de Minas.

Esqueceram-se de alguns detalhes: em João Monlevade não tem bairro com o mencionado nome e a BR-381 é uma rodovida federal e não estadual.



Acesse o blog do jornalista e tome conhecimento das demais mentiras.

Alavancar a geração de empregos com Reforma Tributária

Uma nova política tributária para Minas Gerais é um compromisso que Hélio Costa tem assumido ao longo da campanha eleitoral. No centro da celeuma está o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação, ou simplesmente ICMS.

Como já informado por este blog, Minas Gerais tem o ICMS mais alto do Brasil. A taxa de ICMS do gás no Amazonas é de 0%, em São Paulo é de 12% e Minas chega a 18%. O ICMS do álcool, comparado aos Estados de fronteira, é de 12% em São Paulo, 17% em Goiás, 18% no Mato Grosso do Sul e absurdos 22% em terras mineiras.

Já o ICMS cobrado na conta de luz é nada menos que 30%. Então, supondo que uma casa pague R$100,00 de energia por mês, R$30,00 corresponde ao imposto estadual.

Um nova política tributária para Minas Gerais é um instrumento poderoso para alavancar a geração de empregos. Explica-se: com o alto ICMS, é mais vantajoso para as empresas instalarem-se nos estados vizinhos. Uma mudança na política tributária pode, portanto, atrair empresas e com elas surgem novos postos de trabalho.

BlogBlogs.Com.Br